quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Se correr o Serra pega e se ficar a Dilma come!


Gente. Estou longe de ser um indivíduo que cumpre com seus deveres de bom cidadão com felicidade. Normalmente, faço mecanicamente o que me é imposto como, por exemplo, votar. Compreendo que o voto obrigatório é uma necessidade dentro do sistema democrático (!?) que vivemos. Existe uma legitimidade mais autêntica a partir do momento em que a maioria dos cidadãos de determinado Estado elegeram tal sujeito, até porque, querendo ou não, o eleito governará todos, não é? Discussões a parte, não me aprofundarei nesse tema e sim no processo eleitoral vigente.

Tá bom que o governo do PT está bem aquém do que imaginávamos enquanto inocentes e esperançosos que somos. Dilma aponta para uma continuidade de reformas que oneram os pré-aposentados, lucros altíssimos para bancos e empresas de serviços que prestam tais serviços de modo precário e que cobram como primeiro mundo, além de nem pensar em reforma agrária e coisas do gênero, mas para participarmos, já que o voto é compulsório, devemos entender o jogo pra gente brincar direito.

A expectativa de José Serra assumir como presidente é nefasta. Dissimulado, provinciano e sobretudo feio demais [em outra vez já falei: alguém que já é careca com 20 anos não pode ser sério!], José Serra é a personificação de tudo que há de pior na política brasileira. Agressivo, meio fresco e principalmente, com um projeto que agrada a elite, colocando o pobre no lugar de onde, segundo essa elite, nunca deveria ter saído, do papel de servente não bonificado de serviços para essa elite. Dilma significa a continuidade da transformação da camada mais empobrecida da classe trabalhadora em consumidores. Se isso não é o que eu sempre sonhei, parece que muita gente já sonhou em ter as oportunidades de comprar (mesmo que seja a prestação!) uma série de gêneros que antes não faziam parte da mesa nem dos hábitos de uma galera.

Não é a candidata dos meus sonhos, mas tenho medo de me omitir e ficar pior.

4 comentários:

Mauro disse...

É o que eu venho dizendo há meses e quem tem tudo a ver com o título do seu post... o menu não é sofisticado, não é dos melhores. Tá difícil pensar em uma boa escolha, já que somos obrigados a votar. Será que um dia nos manifestaremos como os países da Europa fazem quando querem acabar com suas aposentadorias, com os planos que garantem algum direito ao idoso, à criança, quando aumentam as taxas de juros?... Isso sim seria um luxo pra nós brasileiros, irmos às ruas com alguma decência e dignidade pra conquistarmos o que queremos e merecemos...

Vinícius Amaral disse...

Mesmo sendo do PT, eu sou sincero pra concordar com você que não é o governo dos sonhos e nem da "cartilha" dos petistas de verdade. Mas você tocou em um ponto fundamental nessa disputa: LADO. O governo do PT fez uma parcela importante da população comprar, consumir, aquecer a economia, como queiram chamar. Já o PSDB preferiu virar as costas pra esse pessoal e vir com o discurso de que "primeiro o bolo tem que crescer pra depois dividi-lo". O PT, apesar de não ser o dos meus sonhos, escolheu o lado dos pobres.

Will Rocha disse...

em outra vez já falei: alguém que já é careca com 20 anos não pode ser sério!]

você é sujo !
e eu concordo com você em tudo!

ps: belo título!

Leandro Felipe disse...

Dizem que Serra usa álcool em gel toda vez que sai pra fazer campanha.